sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Vai na Onda: Boné Aba Reta .

Postado por kah Surita.
      - Oie minhas fofis,tudo bom com você?
Então hj,vim falar do famoso Boné Aba Reta. Que? '' Boné né coisa de menino?'',
ai é que você se engana.O uso do boné vem sendo há um tempo o mais novo
acessório feminino,chega daquele preconceito que só meninos usam!
 Os looks esportivos já estão em alta há tempos,como Sneakers,Calças Leggings
e Jaquetas .Como o boné ficaria fora dessa ,não é mesmo? Não há segredo
algum para montar um look com boné!
      - Vamos conferir?


O jeito mais fácil de usar boné é apostando em um look básico e casual. O jeans é 
sempre uma boa pedida, podendo ser uma minissaia, short, bermuda ou calça.


 A tendência dos sneakers também casa muito bem com os bonés. Mesmo sendo
 tênis, podem ter um brilho, um salto ou qualquer outro detalhe que garanta a 
feminilidade. 


Pra um look mais despojado, as blusas mais largonas com uma jaqueta ou até
 mesmo um colete por cima “casam” super bem.

Os Fofos .



Fica Dica:  O boné, ao contrário do que se imagina, não esconde os fios, eles chamam
 ainda mais a atenção para a região da cabeça. Por isso, mantenha-os hidratados, bem
 penteados e limpos.Algumas das marcas mais usadas hoje em dia: Obey, Diamond, 
Supra, New Era, Huf, RVCA, LRG.

    -  Espero que vocês tenham gostado. Então não perca tempo e caia na onda do 
Boné!    #Bigbeijookas.

4 comentários:

Ingridee on 28 de dezembro de 2012 14:43 disse...

*------------* eu amuuh

Anne Evangelista on 28 de dezembro de 2012 15:39 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anne Evangelista on 28 de dezembro de 2012 15:42 disse...

olá!linda amei seu blog
to te seguindo retribui??
=b xoxó
(http://garotaestranha-ll.blogspot.com.br/)

bruninha on 29 de dezembro de 2012 16:13 disse...

Eu a-m-o esse bonés, acho muito lindokk. Ah! e adorei o seu blog, sugue o meu?? life-teen-2011.blogspot.com

Postar um comentário

Deixe um recadinho. Vou adora!

 

Gritos em Vão . Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos